Construir e reformar são tarefas muito complexas principalmente no que diz respeito à escolha dos pisos, devido à diversidade de modelos, tamanhos e texturas. É preciso estar atendo às necessidades específicas de cada ambiente. Observar a circulação de pessoas, o tipo de uso em que o espaço terá, se será aplicado em áreas internas ou externas, o clima da região, e, principalmente, a qualidade do produto que você irá adquirir.

Um piso de má qualidade pode empenar, ou seja, desalinhar, ter falha de tonalidade, defeitos e quebrar com facilidade. A escolha do piso é algo que deve ser pensado e levar em consideração não só o fator beleza, mas a funcionalidade e satisfação que lhe trará a longo prazo.

Por isso, preparamos algumas indicações sobre os materiais mais apropriados para cada área da sua casa.

Quartos e salas são espaços mais intimistas, em áreas interna. Para estes espaços são indicados os pisos vinílicos, laminados de madeira, ou acarpetados, por serem materiais que possibilitam conforto térmico, de fácil manutenção e com grande durabilidade.

Cozinhas e banheiros são áreas internas, com grande incidência de umidade, por isso, indica-se aplicação de revestimentos cerâmicos devido a grande resistência a água. Outra boa opção são as pastilhas de vidro e os porcelanatos impermeáveis. Já para área do box utilize revestimentos antiderrapantes.

Ambientes externos requerem atenção especial. Os pisos para estas áreas precisam atender alguns requisitos, como: segurança e durabilidade, drenagem da água da chuva e incidência de sol no ambiente.

As áreas externas normalmente são espaços com grande circulação de pessoas e veículos, logo são indicados materiais com maior resistência, tais como os pisos do tipo fulget, que é um revestimentos em massa e que tem como componente um dos ingredientes do cimento. Outro tipo de piso  é o  epóxi que se trata de um revestimento em massa semelhante a resina e possibilita acabamentos nas mais variadas cores. As pedras texturizadas, pisos com acabamento de cimento queimado, os que imitam madeira e superfícies de alta aderência, e os porcelanatos antiderrapantes também são boas opções.

Lembre-se que a aplicação dos pisos deve ser feita por mão-de-obra qualificada e que os pisos com tons mais claro dão mais amplitude aos ambientes, já os tons mais escuros geram a sensação de ambientes refinados.